Resenhas, artigos e contos

Resenhas, artigos e contos

Resenha: La La Land - O Sonho Americano, Bruna Fontes (livro)

Editora: Publiki
Autora: Bruna Fontes
Ano: 2013
Skoob
Sinopse: La La Land - Ah, o show business. Tentador e vermelho tal qual a maçã no jardim do Éden. Proibido? De certa forma. Totalmente cruel. Desleal. Arrasador. Ele te seduz e te atrai de um jeito enigmático. Leva-te até o seu limite, transforma sua mente em um mero fantoche. Ele te comanda; Ele te detona. Muda os seus princípios e acaba com seus sonhos. Quando o mundo inteiro tem algo a dizer sobre cada um dos seus passos e a vida pública é o seu alimento, o que se espera é a perfeição. Somos todos humanos errantes, mas os heróis das revistas, esses não.
Existe um lado de Hollywood que nós não conhecemos. Apenas quem está lá dentro consegue enxergar. Quer entrar?
Roxanne Winchester disse sim. E agora deixou de lado sua vida ordinária em Nova York para ser a maior promessa da música da sua geração. Los Angeles. É lá onde os sonhos são feitos. E também onde muitos deles são destruídos. Mas o que poderia dar errado para a nova queridinha do grupo mais influente de Hollywood? Estrelar uma série de TV, gravar suas canções. Mobilizar milhões de dólares e corações adolescentes. Roxy tinha tudo para ser a Estrela do momento, e foi. A sua jornada, porém, não é tão simples quanto parece.
Entre erros e acertos, amores avassaladores, a glória de realizar seus sonhos e viver em um mundo de glamour, Roxy experimenta os sabores e dissabores de ser alguém. As complicações da adolescência, os hormônios à flor da pele e a busca pela identidade também se aplicam aos famosos, por incrível que pareça, e ela mostra que nos bastidores desse show somos sim todos iguais.
O certo e o errado nunca estiveram tão próximos e as tentações estão por toda parte em Hollywood... Mas quem é que não gostaria de dar uma mordida nessa maçã?
"La La Land o sonho americano" é um dos livros vencedores do concurso Publiki Meu Livro 2013. Essa é uma trama com muito romance, bom humor e conflitos por todos os lados. Prepare-se para muita emoção!



Resenha

Talvez os leitores assíduos (eu tenho algum?) estranhem o gênero do livro que será resenhado, visto que, quando não estou indisposto a escrever uma postagem (o que é frequente), resenho livros de ficção fantástica, gênero de minha predileção. Porém, abri uma exceção para La La Land: O Sonho Americano por dois motivos: por ser o livro de uma amiga e porque, vez ou outra, leio aquilo que não faz parte do que eu geralmente curto. Às vezes eu me arrependo, mas, felizmente, não foi este o caso agora. 

O título do livro faz alusão a uma música da cantora Demi Lovato, e eu nunca saberia disso se o pegasse sem conhecimento prévio da história (embora minha irmã, que tem dois posters da Demi na parede do quarto, provavelmente me faria esse favor). A trama de uma garota nada popular que de repente se transforma em uma jovem famosa é conhecida, bem como os babados amorosos e os altos e baixos de uma carreira. É o tipo de história que já tem um grande apelo do público feminino, principalmente as adolescentes. Apesar disso, o enredo traz algumas qualidades. 

La La Land (ou 3L, como é chamado pela autora ou pelos leitores, não sei) tem um prólogo arrasador, que seduz o leitor “tal qual a maça proibida no Jardim no Éden”. Talvez esteja entre os melhores inícios de livro lidos em 2014. Trata-se de uma breve síntese do mundo da fama e uma prévia do que a protagonista, Roxanne Winchester, irá passar.

O livro é inteiramente narrado por Roxanne (ou Roxy, seu nome artístico) e aos poucos o leitor vai conhecendo sua personalidade. Dificilmente a escrita torna-se enfadonha e, no geral, a qualidade do texto oscila pouco, mantendo-se num padrão e atingindo o pico em alguns trechos, principalmente nas passagens de maior tensão para a personagem (embora a vida dela esteja rodeado de conflitos diversos) e nos trechos mais calientes, por assim dizer. A melhor qualidade da escrita é a facilidade com que as palavras conseguem transmitir os sentimentos de Roxanne, aproximando o leitor de sua vida e conflitos.

Em relação aos aspectos negativos da escrita, infelizmente, está a falta de cuidado com a revisão, em uma proporção que, talvez, enfraqueça a disposição de um leitor mais rigoroso. A grande maioria são erros de colocação de vírgulas, e alguns poucos exemplos de caracteres colados e palavras inadequadas. 

Eu poderia dizer que a história possui um triângulo amoroso, o que é de praxe, mas são três garotos disputando uma garota. Um deles, Luke (será que alguém ainda fará uma piada de Star Wars com o nome dele?) é o cara bonitão pelo qual as leitoras se derretem, embora eu tenha passado ¾ do livro odiando-o. O outro é Ethan, um pouco ousado e exibido com sua moto, e que tem cara de que irá ficar na friendzone. O último é o Fred, o mais gentil, doce e romântico dentre eles, e aquele que, a meu ver, combina mais com a Roxy (na verdade, eu só digo isso porque eu não gosto do Luke).

Mas não somente conflitos amorosos movimentam essa história. Há outros subplots e personagens, além do principal: a jornada de Roxanne como uma cantora famosa. Neste aspecto, o enredo consegue trabalhar bem este universo, mostrando a protagonista caminhando em gelo fino onde qualquer descuido é fatal para sua reputação. 

Faltou apenas um gancho mais instigante para o próximo volume, algo que fosse além de um conflito amoroso. Pelo menos, algumas tramas encerraram-se neste mesmo volume. De qualquer forma, acompanharei o próximo lançamento.

 Este sou eu shippando xD