Resenhas, artigos e contos

Resenhas, artigos e contos

[Fanfic] O estudante, o genin e o herói de Konoha


Algumas saiam em grupos da Academia, já outras, eram buscadas pelos pais. Pequenas folhas, um dia, certamente ninjas, que ignoravam Uzumaki Naruto, sentado em um balanço de madeira preso a uma árvore cujas folhas cobriam-no com uma sombra apática e gelada. Um dia, ele também, certamente, seria um ninja, um ninja reconhecido por todos, seria um Hokage.
Naruto ergueu-se do balanço e encaminhou-se para casa.
No percurso, vozes de uma vida impossível chegaram aos seus ouvidos, uma tríade sonora que o fez virar o rosto e acompanhar os diálogos entre um filho e seus pais. Sorridentes, eles caminharam na frente, enquanto que o garoto órfão permaneceu estático e sorumbático, observando um profundo desejo inalcançável se afastando.
Em uma viela movimentada, expressões geladas alvejaram a imagem malquista de uma raposa demoníaca, olhares que renegavam a existência de Uzumaki Naruto. Afligido pelo desprezo recebido, com o semblante amargo, o menino proferiu sonhos em voz alta e deu as costas para todos. Enfim, chegou em casa. Ninguém o esperava.
O tempo passou.
Naruto ajeitou seu protetor na testa, a prova de que conseguira se tornar um ninja, membro do time 7 liderado por Hatake Kakashi (um cara bacana), Haruno Sakura (um amor juvenil), e Uchiha Sasuke (um idiota). Finalizou o desjejum da manhã, um delicioso lamen, e tomou as ruas em direção ao portão do vilarejo.
Sem esconder o sorriso no rosto, outrora frequentemente usado para velar a face melancólica, permitiu que os olhares desconfiados caíssem sobre ele. Estes já não eram como uma nevasca que o soterrava, e sim como uma chuva violenta que o ensopava.
Na barraca de compra ao lado, uma família de três membros chamou sua atenção. Embora ninguém o esperasse em casa, pessoas importantes o reconheceram, mas ainda lutava pelo reconhecimento de outras. Futuramente, todos os moradores o enxergariam como um ninja de Konoha, uma pessoa tão importante para a vila quanto ele era para o time 7, que o aguardava na entrada da vila para o início de mais uma missão. Ele não estava mais sozinho.
As folhas cresceram.
O time 7, com um de seus membros originais substituído, retornou para o vilarejo. Kakashi foi o primeiro a separar-se do grupo, dizendo que precisava ir a algum lugar. Sakura rejeitou o pedido de encontro de Naruto e foi para casa. Sai se voluntariou como acompanhante nesse encontro, achando que assim deixaria o amigo satisfeito, mas Naruto preferiu andar sozinho pela vila. Fora combinado que ele deveria reportar os resultados da missão para a Hokage.
Nas ruas da vila, Naruto foi assediado diversas vezes por rostos que o reconheciam como o herói de Konoha: a garoa de indiferença havia se transformado em um radiante dia ensolarado no mais ardente verão. Após inúmeras provações, Naruto nunca desistiu ou mudou o seu único jeito ninja de ser.
Um garoto, ao lado de seus pais, se aproximou do ninja e lhe pediu um autógrafo. Naruto o fez com prazer e observou a família se afastando. Lembranças recentes confortaram a alma que outrora tanto se debatia em desgosto. Ele sabia que seus pais estavam com ele, herdara a vontade deles. Ele realmente não estava sozinho.
De cabeça erguida, Naruto caminhou até os aposentos da Hokage, caminhou em direção ao seu sonho.
E o tempo passou.

2 comentários

Autor
avatar

Kyaaaaaaah, so sweeet. Congratulations little brother. The fanfic is wonderful.

Balas
Autor
avatar
Balas